Depoimentos

Médico José Marcos Fisz



“Minha mãe Dora e o pai de Arnaldo eram primos. Portanto, somos parentes e, desde a infância, tivemos muitos contatos. Arnaldo nunca teve apelido. Era Arnaldo, mesmo. Às vezes, o pai dele vinha me buscar para que passássemos o dia juntos. Arnaldo foi sempre muito ligado aos esportes: natação, basquete, futebol. Ele vivia no América. Era sócio-atleta do clube. Mas, antes de mudar para a rua Haddock Lobo, era Fluminense. Depois mudou!  “Excelente aluno. Em Matemática e Português, então, era imbatível.

 

Desde jovem, sempre teve tendência para o magistério. Além disso, primava pela organização, além de ser minucioso e ligado à família; muito unido com os irmãos Rachel, Júlio, Odilon e Sylvio. Júlio é engenheiro eletricista; Rachel, médica; Odilon, advogado e Sylvio, engenheiro, foi professor na Faculdade Mackenzie, em São Paulo, durante muitos anos. Mas antes de lá chegar, ainda muito jovem, foi meu professor particular de Matemática.  “Meu pai socorreu-se dele para ver se eu melhorava minhas relações com os números. Nessa época eu queria, mesmo era ler os livros que contavam as histórias de Tarzan e Zorro, enquanto o Sylvio se esforçava, pacientemente, para que eu conseguisse passar de ano.

 

 “Arnaldo nunca foi vaidoso. Era consciente da sua própria capacidade e fazia questão de se impor pelos conhecimentos de que dispunha. Não desejava desmerecer os outros, mas se destacava numa discussão pelo ponto de vista sempre inteligente, oportuno e muito bem fundamentado que apresentava, tudo isso com muita sutileza. Quando garoto vivia para estudar. Nas escolas por onde passou sempre se colocou como o melhor aluno. Demonstrava, desde cedo, uma grande vontade de saber e um jeito todo especial para ensinar.  “Arnaldo é de uma família que enfrentou as maiores dificuldades para sobreviver. O pai, vendedor ambulante, estava sempre viajando e quem cuidava dos filhos era a mãe Fany, que considerava a educação como coisa prioritária.

 

Graças a ela um filho (Odilon) tornou-se advogado, o outro engenheiro (Sylvio), o terceiro é também engenheiro (Júlio) e a filha médica (Rachel). Arnaldo é educador, escritor, intelectual de grandes méritos e membro da Academia Brasileira de Letras, da qual já foi, inclusive, presidente em dois mandatos.  “A par dos muitos afazeres que tem, Arnaldo mantém-se em permanente bom humor. Com os amigos, então, tem sempre um gracejo, um afago, muito carinho. É meu primo querido.

 

Quando tomei posse na Academia Nacional de Medicina ele esteve lá para me prestigiar. O presidente da Academia chamou-o para fazer parte da mesa. Fiquei muito orgulhoso de estarmos, novamente, lado a lado, como nos tempos de meninos quando soltávamos pipas e participávamos das peladas. Bons tempos!”

  • Twitter - Arnaldo Niskier