Crônicas

50 anos de CIEE
Arnaldo Niskier

 Há instituições que, com o tempo, nitidamente envelhecem. Não são só os edifícios que sofrem a inexorável ação do tempo, mas parece que os seus dirigentes, sem a renovação devida, deixam-se levar pelo imobilismo, o que pode ser fatal para o futuro do empreendimento.
 
 Com o CIEE acontece exatamente o contrário. Aproximando-se do seu primeiro cinquentenário, pujante como nunca, dá demonstrações inequívocas de vitalidade. Em São Paulo, por exemplo, onde tudo começou, está sendo inaugurado no bairro da Mooca um novo Centro de Capacitação Técnica, onde abrigará 1.000 alunos divididos em turmas que frequentarão cursos profissionalizantes com a duração de um a três meses.
 
Isso reforça a notável preocupação da entidade com as suas obrigações de assistência social, o que, aliás, hoje empolga todas as suas unidades espalhadas pelo território brasileiro. Aos cinquenta anos de profícua existência, pode-se orgulhosamente afirmar que o CIEE acompanha com muito interesse todas as iniciativas nacionais que visem à formação profissional gratuita. O meu amigo Luiz Gonzaga Bertelli, presidente executivo do CIEE/SP, lembra sempre o que temos feito em matéria de aprendizagem e de inclusão de pessoas deficientes, reforçando o empenho do governo federal. Não é outra a preocupação dos seus colegas do Rio de Janeiro. Durante esses cursos os alunos receberão bolsa-auxílio de 460 reais do governo paulista para custear despesas de transporte e alimentação, nos cursos de cabeleireiro, confeitaria básica, corte e costura, cozinheiro geral, manicure/pedicure, maquiagem, modelagem, além de construção civil (eletricista, pedreiro etc.). Em breve, este exemplo logo se estenderá a outras unidades da federação, a começar pelo Rio de Janeiro, onde há muita procura para este tipo de atividade.
 
 Aliás, sobre o Rio de Janeiro, deve-se assinalar que o ano de 2014 terá um significado todo especial. Além da consolidação de todas as suas atividades, que hoje envolvem mais de 36 mil jovens (entre estagiários e aprendizes), 
estaremos inaugurando, com todo conforto, a nossa sede, na Rua de Santana n 165 – Cidade Nova. Trata-se de um prédio de 11 andares, com 5.100 m2, que será totalmente retrofitado, para que abrigue nossas principais atividades de administração e operação. Entendemos que este é o melhor presente que podemos oferecer aos nossos parceiros, na comemoração dos nossos primeiros 50 anos de vida.
 
 Teremos novos serviços on-line, outras turmas do Aprendiz Legal, cursos para a terceira idade (como o primeiro sobre a Amazônia), materiais de apoio para Educação Ambiental, a Exposição do Estudante 2014, a valorização do gosto pela leitura graças à parceria com a Nuvem de Livros (em pleno curso). Enquanto isso, estaremos trabalhando com mais tranquilidade nos programas de inclusão social e profissional de jovens, por meio de aprendizagem, em que somos referência nacional, graças a Lei no 12.868/13, que simplifica o processo de concessão de Certificados de Entidades Beneficentes de Assistência Social (Cebas). Será um ano marcante, na comemoração do nosso primeiro cinquentenário.
  • Twitter - Arnaldo Niskier
  • Facebook - Arnaldo Niskier
  • Orkut - Arnaldo Niskier