Crônicas

O CIEE e a educação á distância
Arnaldo Niskier

Uma experiência notável de EAD no Brasil está sendo realizada sob a liderança do Centro de Integração Empresa-Escola de São Paulo. No ar desde março de 2005, hoje dispõe de 37 cursos de curta duração, contemplando um total de 2,5 milhões de matrículas registradas.
 
O programa, em plataforma própria, é gratuito e tem por objetivo capacitar, aperfeiçoar, aprimorar e atualizar o estudante de ensino médio ou superior, além dos que se devotam à educação profissional. Isso facilita muito a inserção do jovem no movimentado mercado do nosso país.
 
Todo esse trabalho já rendeu mais de 2 milhões de treinamentos, utilizando os seus cursos classificados como atitudinais, conceituais e técnicos. Os primeiros se referem a aspectos voltados ao desenvolvimento de atitudes e comportamentos essenciais do dia a dia, ambiente acadêmico e de trabalho. Os cursos conceituais operam assuntos variados sobre língua portuguesa (atualização gramatical, produção de textos), métodos e técnicas de pesquisa, atendimento ao cliente. Os últimos apresentam conteúdos voltados à tecnologia, como pacote Office, Fundamentos de Rede e Flash.
 
Há um grande envolvimento de empresas e instituições de ensino no projeto, que trabalha também com um formato de tutoria que promove a participação dos jovens em todas as etapas dos cursos, esclarecendo dúvidas em no máximo 24 horas. Para isso, a plataforma de gerenciamento é essencial.
São fornecidos certificados digitais gratuitos, assim como apostilas de apoio. O sucesso pode ser medido pelo crescimento expressivo do programa administrado pela Superintendência Executiva do CIEE/SP.
 
Entre os cursos oferecidos, podemos citar: Matemática básica, Cidadania e meio ambiente, Métodos e técnicas de pesquisa, E-mail e internet: uso adequado no ambiente corporativo, Microsoft Excel, o que dá um total de cerca de 30 mil matrículas/mês. Todos com o objetivo de capacitar, aprimorar, atualizar e promover o conhecimento, potencializando aptidões e talentos nas empresas. Nessa empreitada, o CIEE coloca toda a sua experiência de 51 anos, como entidade-líder no campo da filantropia.
 
O maior número de jovens encontra-se no estado de São Paulo, mas o atendimento se faz também em outras regiões, inclusive no Nordeste, onde é possível estabelecer um ambiente propício para o aprendizado e a construção do conhecimento de forma correta e agradável, pois conta com ilustrações de grande qualidade. Talvez esta seja a razão da existência de uma evasão diminuta, que se reduz a cada ano. São utilizadas palavras-chave estimulantes; são constituídas turmas especializadas, acompanhadas de uma tutoria altamente competente, que orienta os jovens e os incentiva a participar dos benefícios do aprendizado.

A última conquista do projeto foi a entrada do Rio de Janeiro no circuito, com a adesão entusiástica do seu CIEE. Há um enorme interesse da sua população, que vê a educação à distância como um projeto de primeira ordem e de grande futuro.
  • Twitter - Arnaldo Niskier
  • Facebook - Arnaldo Niskier
  • Orkut - Arnaldo Niskier