Crônicas

Senac e o ensino à distância
Arnaldo Niskier



O Senac é um dos pioneiros no Ensino à Distância(EAD) no Brasil. Em novembro de 1947, o Senac São Paulo, em parceria com o Sesc SP, lançou o programa que propagava o conhecimento por meio do rádio – a Unar (Universidade do Ar).
 
A partir de 2013, com o lançamento do Portal Senac EAD para todo o território nacional, a instituição ampliou sua atuação, tornando-se a maior rede de educação à distância em alcance no país.
 
Com mais de 250 cursos à distância – entre livres, técnicos, graduação e pós-graduação e extensão à distância – em diversas áreas de conhecimento, a Rede Senac EAD conta com 327 polos presenciais no Brasil – além de dois no Japão. Em 2013, registrava cerca de 7.500 alunos. Atualmente, ultrapassa 92 mil alunos e a expectativa para este ano é que o Senac EAD bata a marca de 120 mil matriculados.
 
Entre os diferenciais que oferece, está uma rede de polos – todos em unidades educacionais próprias. As aulas são ministradas pela internet, com duas avaliações presenciais por semestre no pólo escolhido. No ambiente virtual, o Senac dispõe de uma interface moderna, dinâmica e acessível, garantindo, inclusive, o acesso a pessoas com deficiência visual e/ou auditiva. Os cursos são autorizados pelo MEC, com qualificação do corpo docente e material didático apropriado.
 
O Senac-RJ acabou de somar forças a essa rede de aprendizado, com a abertura,  de quatro polos na capital para cursos de graduação e técnicos à distância: Centro Politécnico (Riachuelo), Faculdade de Tecnologia Senac Rio (Centro), Senac Campo Grande e Senac Marapendi (Barra da Tijuca). A meta é aumentar esse número em curto prazo, segundo a  gestão do Senac RJ, que tem à frente Luiz Gastão Bittencourt, do Senac RJ e do Sesc RJ, e Ana Claudia Martins, Diretora regional do Senac RJ. Os estudantes já podem se inscrever em um dos 13 cursos de graduação e 11 técnicos oferecidos pelo Senac RJ no Portal Senac EAD. O material educativo oferecido pode ser acessado de qualquer ponto com internet e baixado no computador dos alunos sem custo adicional. Uma biblioteca virtual, com mais de 20 mil títulos, está à disposição, com obras das mais variadas editoras. Entre elas, as da Editora Senac RJ, a segunda maior da rede editorial da instituição.
 
Pelo potencial que o Estado fluminense representa, é indiscutível a relevância da entrada do Senac RJ na Rede EAD nacional. Segundo o coordenador da oferta de cursos técnicos do Brasil, José Paulo da Rosa, Diretor do Senac Rio Grade do Sul, “Vamos unir forças para incrementar o modelo que representa o futuro da educação no país.”
  • Twitter - Arnaldo Niskier